Brasão Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Notícias

13.01.2021 - 16h12
Prefeitura e Hospital buscam viabilizar obra no segundo andar da UTI
Espaço deve receber investimentos para abrigar novos leitos
Por Daiana Nervo / MTB-RS 12.530

            Uma reunião entre o Executivo Municipal e a direção do Hospital São Sebastião Mártir busca viabilizar, nos próximos meses, a conclusão do segundo andar do prédio da UTI. Destinada a abrigar o projeto da UTI Neonatal, a obra deve ser finalizada emergencialmente para receber novos leitos de UTI adulto. Atualmente, a UTI do Hospital São Sebastião Mártir foi transformada para receber pacientes com Covid-19, enquanto os leitos da UTI adulto estão adaptados em ambientes provisórios.

O presidente do Hospital, Luciano Spies, o administrador Luís Fernando da Rocha Siqueira e o diretor técnico, Guilherme Fürst Neto, fizeram uma avaliação da situação de leitos ao prefeito Jarbas da Rosa, a vice Izaura Landim e equipe de coordenação da secretaria Municipal de Saúde. “Na última semana chegamos à ocupação máxima, mas estamos conseguindo manter o equilíbrio. Deixamos leitos para reserva emergencial, mas precisamos avançar nessa situação. A expectativa é de que manteremos leitos Covid por, pelo menos, mais um ano e o Ministério da Saúde nos possibilita habilitação. Nesse caso, o que nos falta é espaço físico”, resumiu o diretor técnico do hospital, Guilherme Fürst Neto.

Para possibilitar a manutenção dos leitos de UTI e Covid em espaço adequado, a sugestão do grupo é a utilização da obra do segundo andar do prédio da UTI. Para tanto são necessários investimentos na finalização do local, como aberturas, revestimento cerâmico, redes elétrica, hidráulica e lógica, além de adaptações no prédio para receber os alvarás de funcionamento. “Seria o caminho mais rápido e viável para resolver nosso problema de espaço físico. Mas dependemos de decisão e apoio do município”, acrescentou o presidente do Hospital.

O prefeito e secretário municipal da Saúde, Jarbas da Rosa, entendeu a necessidade de ampliação do espaço e pediu orçamento emergencial para as adequações no prédio. “Precisamos avançar nesse prédio. Sem recursos garantidos para a UTI Neonatal, vamos trabalhar gradualmente para finalizar o local, ampliar os serviços e após buscar essa habilitação”, destacou.

Botão FECHAR - Clique para Fechar ou Tecle ESC